Semana de Ciência e Tecnologia do
Estado de Minas Gerais

19 a 23 de outubro de 2020

E ainda não acabou!!!

Data: 11 a 13 de novembro de 2020

Inscrições

Download da programação

Vem pra Semana você também!

Damos as boas-vindas a todas e todos para a 17ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT). “Inteligência Artificial” (IA) foi o tema escolhido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) para a SNCT 2020, que ocorrerá entre os dias 19 e 23 de outubro. O tema foi considerado estratégico para o País pelo MCTI, que está coordenando a elaboração da Estratégia Brasileira para Inteligência Artificial que tem como objetivo solucionar problemas concretos do país, identificando áreas prioritárias no desenvolvimento e uso das tecnologias relacionadas a IA nas quais há maior potencial de obtenção de benefício para a sociedade. Para que a IA possa auxiliar na melhoria da qualidade de vida das pessoas e na redução das desigualdades sociais.

Um grupo de instituições de Ciência, tecnologia e Inovação do estado de Minas Gerais se uniu para organizar as atividades virtuais que acontecerão este ano. O propósito das atividades é de reforçar o diálogo das pesquisadoras e dos pesquisadores com a população, especialmente com os jovens. Além do tema escolhido pelo MCTI, o grupo definiu outros temas de interesse que serão abordados na SNCT, entre eles destacamos, a pandemia da COVID-19, o fortalecimento das instituições de C, T & I e financiamento da pesquisa no estado, o meio ambiente e sustentabilidade, o diálogo entre saberes e a cultura e arte. Os temas serão apresentados na forma de vídeos, oficinas, palestras e mesas redondas, todas as atividades virtuais são oferecidas a você! As pesquisadoras e pesquisadores irão mostrar seus trabalhos nas várias áreas do conhecimento. Será uma semana inteira, repleta de atividades mostrando a ligação da Ciência para a nossa vida, para a superação de dificuldades, inclusive as que estamos atravessando agora, com a pandemia e, principalmente para construirmos um futuro mais igualitário, mais justo e democrático, com educação, qualidade de vida, saúde, alegria e esperança para todos! Participe das nossas atividades, todas foram organizadas para você. A Ciência é feita para todos vocês!

Organização da SNCT-MG

O que é Inteligência Artificial?

A Inteligência Artificial (IA) é um ramo de pesquisa da ciência da computação que busca, através de símbolos computacionais, construir mecanismos e/ou dispositivos que simulem a capacidade do ser humano de pensar, resolver problemas, ou seja, de ser inteligente. Inteligência artificial é a capacidade de dispositivos eletrônicos de funcionar de uma maneira que lembre o pensamento humano. Isso implica em perceber variáveis, tomar decisões e resolver problemas. Enfim, operar em uma lógica que remeta ao raciocínio.

A Inteligência Artificial nasceu nos anos 50, entretanto, nos anos 2000, a Inteligência Artificial passou a ser objeto de interesse não apenas nos meios científicos, mas também em veículos de grande circulação destinados ao público em geral. O debate sobre as potencialidades das tecnologias de Inteligência Artificial, cujo desenvolvimento encontra-se em curso há aproximadamente cinco décadas, tem assumido importância no Brasil e em vários países do mundo, suscitando discussões técnicas e jurídicas sobre seu uso, suas potenciais aplicações e sua interação com o ser humano nos processos de tomada de decisão.

Acredita-se que a Inteligência Artificial seja uma tecnologia transformadora e que por meio dela seja possível gerar soluções ou sistemas disruptivos com potencial para: revolucionar como nós vivemos, interagimos, trabalhamos, aprendemos, evoluímos e nos comunicamos; propiciar benefícios socioeconômicos para a sociedade; melhorar qualidade de vida; alavancar a prosperidade econômica e resolver grandes problemas que não tem soluções hoje. A IA está presente em diversas aplicações atuais (reconhecimento facial, varejo, robôs, análise de crédito, saúde, financeira, jurídica, indústria, entre outras) e estará presente em muitas outras aplicações em um futuro breve.

O grande aumento no poder computacional e no acesso a dados de treinamento conduziu a avanços práticos na aprendizagem de máquina (Machine Learning – ML), que permitiram sucessos recentes em uma variedade de domínios aplicados, tais como o diagnóstico de câncer na área médica, a automação dos veículos e os jogos inteligentes. Tais avanços chamaram a atenção de formuladores de políticas públicas e de empresas, provocando uma verdadeira corrida pela liderança mundial em IA e, simultaneamente, a discussão acerca da necessidade de regulação ou de políticas públicas em campos tão diversos como o trabalho, a educação, a tributação, PD&I e ética. Assim, os principais pontos de questionamento dizem respeito aos limites da aplicação da Inteligência Artificial, às implicações de seu uso em diferentes domínios econômicos e à necessidade de conjugar a tecnologia com o julgamento humano.

Em recente recomendação da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) sobre Inteligência Artificial, à qual o Brasil aderiu, foram identificados diversos princípios para o desenvolvimento responsável da IA, assim como recomendações quanto a políticas públicas e cooperação internacional. Dentre os elementos constantes da recomendação, destacam-se os seguintes:

  • A IA deve beneficiar as pessoas e o planeta, impulsionando o crescimento inclusivo, o desenvolvimento sustentável e o bem-estar.
  • Os sistemas de IA devem ser projetados de maneira a respeitar o Estado de Direito, os direitos humanos, os valores democráticos e a diversidade, e devem incluir salvaguardas apropriadas – por exemplo, possibilitando a intervenção humana sempre que necessário – para garantir uma sociedade justa.
  • Organizações e indivíduos que desempenham um papel ativo no ciclo de vida de IA devem se comprometer com a transparência e com a divulgação responsável em relação a sistemas de IA, fornecendo informações relevantes e condizentes com o estado da arte que permitam (i) promover a compreensão geral sobre sistemas de IA; (ii) tornar as pessoas cientes quanto às suas interações com sistemas de IA; (ii) permitir que aqueles afetados por um sistema de IA compreendam os resultados produzidos; e (iv) permitir que aqueles adversamente afetados por um sistema de IA possam contestar seu resultado.
  • Os sistemas de IA devem funcionar de maneira robusta, segura e protegida ao longo de seus ciclos de vida, e os riscos em potencial devem ser avaliados e gerenciados continuamente.

(Entenda como funciona a semana SNCT. Disponível em: https://semanact.mcti.gov.br/entenda-como-funciona-a-semana-snct/. Acesso em: 14 out. 2020.)

Programação

Nesse ano, extraordinariamente, a Semana de Ciência e Tecnologia do Estado de Minas Gerais será totalmente online.

A programação estará dividida em três tipos de atividades (que estarão marcadas com suas respectivas cores):

  • Painéis temáticos (um único apresentador, 1h de duração)
  • Mesas redondas (três apresentadores, 1h30 de duração)
  • Chamada para vídeos: apresentações curtas explicando vídeos disponibilizados na página (1 ou 2 apresentadores, 10 minutos de duração)
  • Seminários e oficinas sobre inteligência artificial

Teremos uma série de apresentações ao vivo ao longo de toda a semana. As atividades da nossa programação serão transmitidas em nosso canal do YouTube: http://www.youtube.com/cienciademg.

Utilize os comentários para interagir, fazendo perguntas e comentários.

Serão emitidos certificados de acordo com a participação nos Painéis Temáticos e nas Mesas Redondas. Serão disponibilizadas listas de presença durante essas atividades. Os registros nas listas serão usados para calcular a carga horária de cada participante.




Dia 19/10

9h às 9h30 – Mesa redonda: AberturaLink para a sala
Cristiana Ferreira Alves de Brito (Fiocruz Minas – Organização da SNCT MG 2020)
Luciano Mendes (SBPC-MG)
Ildeu de Castro Moreira (SBPC)

9h30 às 10h – Painel temático: O concurso para escolha do desenho da SNCTLink para a sala
Apresentadora: Tânia Margarida Lima Costa (Museu Ponto, CP, UFMG)

10h às 11h30 – Mesa redonda: O papel da divulgação científica na pandemia Link para a sala
Mediadora: Mônica Bucciarelli Rodriguez (UFMG)
Convidados: Kléber Del Claro (UFU), Léa Medeiros (UFV), Cristiana Guimarães Alves (CEFET-MG)

11h30 às 11h40 – Chamada para vídeo: Trabalho ou emprego: uma discussão filosófica sobre o que está em jogo na Educação Profissional do CEFET-MGLink para a sala
O vídeo pode ser assistido aqui.
Apresentador: Igor Mota Morici (CEFET-MG)

Intervalo para almoço

14h30 às 15h30 - Painel temático: Como podemos usar a inteligência artificial no ensino fundamentalLink para a sala
Apresentador: Alisson de Castro (ModalEduca)

15h30 às 16h30 - Painel temático: O uso das tecnologias na educação infantilLink para a sala
Apresentadora: Siomara Ângela Costa Fonseca (EMEI Serra Verde)

16h30 às 16h40 – Chamada para vídeo: Equipamento eletrônico para triagem da baixa acuidade visual em pré-escolares
O vídeo pode ser assistido aqui.
Apresentadoras: Larissa Adriano (CEFET-MG, Campus Divinópolis) e Samara Larissa Silva (UFSJ)

17h00 às 18:30 - Mesa redonda: O papel das instituições no debate de C, T & I e no meio sindical Link para a sala
Mediador: Pedro Peixe (IFMG Piumhi)
Convidados: Cristina Del Papa (SINDIFES), Daniel Neri (SINASEFE), Marisa/Maria Rosária Barbato (APUBH)